Notícias

Representantes do Executivo e LegislativoNo mês de junho o Prefeito Municipal Evanderson Xavier “Kaka” e o Vice Jonas Louzada entregaram ao Presidente da Câmara “Juninho Coelho”, juntamente com os vereadores Paulo César da Costa, Celso Alves da Silva, Roginaldo da Costa Batista e Diogo Mendes de Castilho a Lei Municipal nº 2.197/2011 que dispõe sobre a revisão geral de vencimento dos servidores municipais de Cambuquira e dá outras providências. A Lei aplicará a revisão geral anual em 12,15% pela variação do INPC/IBGE, acumulada no período de 1º de outubro de 2008 a 31 de dezembro de 2010, que foi aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal.

Descerramento da Placa inaugurativaUma grande solenidade movimentou Cambuquira na tarde do dia 08 de julho, a primeira etapa das reformas do Parque das Águas, orçada em R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais).
O evento contou com a presença de várias autoridades, as quais destacamos:

PlenárioNo dia 24 de junho, a Câmara Municipal de Cambuquira realizou a audiência pública com a finalidade de colher sugestões da população no processo de elaboração da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para o exercício de 2012.
Estavam presentes os vereadores: “Juninho Coelho”; Presidente, Diogo Mendes de Castilho, Roginaldo da Costa Batista, Marlene da Silva China, Rejany Carvalho Lemes e Paulo César da Costa.

Juninho Coelho, Eduardo Azeredo e Reinaldo CalilNo início do corrente ano, o Presidente da Câmara Municipal de Cambuquira “Juninho Coelho” solicitou ao Sr. Reinaldo Calil, assessor do Deputado Federal Eduardo Azeredo, empenho no sentido de conseguir recursos para o Hospital Geral de Cambuquira.

Os solos brasileiros são ácidos em sua maioria. A acidez, representada basicamente pela presença de dois componentes -  H e Al - tem origem pela intensa lavagem e perda dos nutrientes do solo, pela retirada dos nutrientes  pela cultura sem a devida reposição e, também, pela utilização de fertilizantes de caráter ácido. 
Os principais objetivos da calagem são: eliminar a acidez do solo e fornecer suprimento de cálcio e magnésio para as plantas. O cálcio estimula o crescimento das raízes e, portanto, com a calagem ocorre o aumento do sistema radicular e uma maior exploração da água e dos nutrientes do solo, auxiliando a planta na tolerância à seca.
A calagem ainda tem outros benefícios, como: aumentar a disponibilidade de fósforo (super fosfato simples por exemplo), já que diminui os sítios de fixação no solo; diminuir a disponibilidade de alumínio e manganês através da formação de hidróxidos, que não são absorvidos; aumentar a mineralização da matéria orgânica com conseqüente maior disponibilidade de nutrientes e favorecer a fixação biológica de nitrogênio. Nas propriedades físicas do solo, a calagem aumenta a agregação, pois o cálcio diminui a compactação.
A calagem em excesso ou mal aplicada pode ter efeito negativo na disponibilidade de micronutrientes. Por todos os efeitos, a calagem é a prática mais econômica que garante aumentos na produtividade e longevidade das plantas em geral. Para que haja boa incorporação e homogeneização com o solo, a calagem deve ser feita no preparo do solo.
Devido a baixa solubilidade dos calcários, vários fatores, além da qualidade do produto, devem ser considerados para maximizar a eficiência da calagem.
- Época de aplicação – a calagem pode ser feita em qualquer época do ano, contudo é importante que a aplicação do calcário seja realizada com a maior antecedência possível ao plantio e/ou adubação. No caso de não ser possível aplicar o calcário com antecedência necessária, pode-se utilizar produtos com maior PRNT.
- Distribuição – o calcário deve ser espalhado o mais uniformemente possível, com adequada regulagem da distribuidora, que permita aplicação correta da dose necessária.
- Incorporação – o calcário deve ser incoporado à maior profundidade possível de modo a permitir o melhor contato do corretivo com as partículas do solo.
No caso de culturas anuais, recomenda-se aplicar metade da dose antes da aração e a outra metade após a aração, antes da gradagem.

LEMBRE-SE: A ADUBAÇÃO COMEÇA COM A ANÁLISE DE SOLO, CONTINUA COM A CALAGEM E TERMINA COM A APLICAÇÃO DO ADUBO ADEQUADO.

Qualquer duvida procure um escritório da EMATER MG, engenheiro agrônomo ou técnico agricola de sua confiança.

Eduardo Silva Moreira
Ext Agropecuário II
Escritorio Local de Cambuquira

Home
Avenida Virgílio de Melo Franco, N° 471 || Cambuquira / Centro - Minas Gerais / Brasil || 37420-000
Mail camara@camaracambuquira.mg.gov.br Phone (35) 3251-1486 // 3251-2323
Fax

(35) 3251-1486 // 3251-2323