Notícias

apaeNo dia 12 de maio a vereadora Rejany Carvalho Lemes participou das comemorações do aniversário da cidade junto aos alunos, pais e funcionários da APAE.
A festa contou com uma palestra: “Cambuquira”, proferida pela Professora e Mestra Sueli Fonseca de Vilhena, que, contagiou a todos seus contos e encantos.
Após a palestra, todos cantaram parabéns à Cambuquira e foi servido bolo e refrigerante aos participantes da comemoração.
Na foto: Adilce, Sueli, Rejany e Mirian durante às comemorações.

SEBRAE na Câmara MunicipalPor intermédio da ACIAC (Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Cambuquira), no dia 27 de maio a consultora do SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), Sra Andréa Salerno acompanhada pelo Presidente da associação Sr. José Donaldison Pereira e o Sr. José Mafra, estiveram reunidos na Câmara Municipal para um bate-papo informal com os vereadores, com objetivo de identificar as deficiências existentes hoje no município de Cambuquira.
Além da Câmara Municipal, a consultora Andréa ouviu outros setores importantes da nossa cidade e com os dados colhidos estará discutindo com o SEBRAE e seus parceiros, possíveis ações para o desenvolvimento sócio-econômico de nosso município.
Na foto: José Mafra, Fabrício, Rejany, Marlene, Andréa, Donaldison, Diogo e “Juninho Coelho”.

Vereadora Marlene e o assessor LucasEm Sessão Ordinária realizada dia 31 de maio do corrente ano, conforme declarações do Comandante do destacamento da Polícia Militar de Cambuquira, Sargento José de Souza Filho, é necessário um patrulhamento ostensivo da polícia Florestal na Mata do Parque das Águas, haja vista as inúmeras denúncias de tráfico e uso de drogas no local.
A vereadora Marlene da Silva China, em recente visita ao gabinete do deputado Dalmo Ribeiro Silva, solicitou o apoio do parlamentar junto aos órgãos competentes, para que a Polícia Florestal venha para o município, a fim de combater o problema. Argumentou a vereadora que, atualmente, o efetivo da PM existente em Cambuquira não tem condições de patrulhar a Mata devido a sua extensão. Na foto a vereadora Marlene entrega o pedido a Lucas; assessor e filho do deputado Dalmo Ribeiro. 

Vereador Roginaldo e Juares, assessor do deputado Sargento RodriguesEm viagem à Belo Horizonte no dia 10 de maio, o vereador Roginaldo da Costa Batista esteve reunido com o Deputado Estadual Sargento Rodrigues, onde o mesmo solicitou a possibilidade de ceder ao nosso município manilhas para a construção do emissário de esgoto do Bairro do Marimbeiro.
A atual administração não tem condições de realizar tal obra devido ao alto custo, motivo pela qual, é imprescindível a ajuda do nobre deputado.
O vereador Roginaldo agradece a atenção e dedicação do Sargento Rodrigues pelas várias verbas já destinadas a Cambuquira e espera que mais esse pedido seja atendido.
Na foto o vereador Roginaldo entrega o ofício a Juares, assessor do deputado Sargento Rodrigues.

 De acordo com a natureza, os defeitos em um lote de café podem ser atribuídos tanto às imperfeições do próprio grão, como decorrentes da presença de impurezas.
 Imperfeições do grão – São os pretos, verdes, ardidos, chochos, mal granados, quebrados e brocados, de causa genética, fisiológica, ou decorrente de falhas nos processos agrícolas (adubação, pragas, doenças, secas, geadas, colheita e preparo) ou industriais (descascamento, secagem, armazenamento e beneficiamento).
 Presença de impurezas – presença de frações estranhas ao café beneficiados (coco, marinheiro, casca, paus e pedras)
 Os principais defeitos são: Grãos Verdes, pretos e ardidos.
 São tidos como os piores defeitos por afetarem diretamente a qualidade (aspecto, cor, torração e bebida), além de prejudicarem o tipo do café. A diminuição da ocorrência de grãos pretos, verdes e ardidos, deve ser uma das principais metas quando se objetiva a produção de cafés especiais, sendo que as medidas adotadas resultarão também na diminuição de muitos dos outros defeitos de imperfeição do grão e impurezas, normalmente presentes.
 PRETOS:  1 grão preto = 1 defeito – Cor preta opaca no grão
  Origem: colheita atrasada e contato prolongado com o solo, seca incorreta;
  Como evitar: colheita e secas corretas;
  Como eliminar: catação manual ou catação eletrônica.

 VERDES: 5 grãos verdes = 1 defeito – Cor verde-cana da película prateada
  Origem: colheita de frutos verdes principalmente;
  Como evitar: colher o fruto maduro;
  Como eliminar: catação manual ou catação eletrônica.

 ARDIDOS: 2 grãos ardidos = 1 defeito – Cor parda ou marrom do grão
  Origem: colheita tardia e/ou de frutos verdes e contato prolongado com o solo;
  Como evitar: colheita e seca corretas;
  Como eliminar: catação manual ou catação eletrônica.

CALENDÁRIO DO CAFÉ

 Os meses de junho e julho são épocas de fazer:
Análise de solo – colher amostras de solo e levar ao escritório da EMATER MG, para que seja encaminhada ao laboratório;
 Em áreas que a colheita terminou, começar a calagem do solo;
 Observar o ataque de bicho mineiro na lavoura.

Eduardo Silva Moreira
Extensionista Agropecuário da Emater – MG

Home
Avenida Virgílio de Melo Franco, N° 471 || Cambuquira / Centro - Minas Gerais / Brasil || 37420-000
Mail camara@camaracambuquira.mg.gov.br Phone (35) 3251-1486 // 3251-2323
Fax

(35) 3251-1486 // 3251-2323