Página Inicial


ongNo dia 05/12/2017 em reunião extraordinária, a Câmara Municipal de Cambuquira aprovou Projeto de Lei número 34/2017, de autoria do Executivo, que autoriza a cidade a receber, em doação, da Codemig – Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais, o terreno onde fica o Parque das Águas. O assunto interessa a toda comunidade cambuquirense, uma vez que nos últimos anos a Prefeitura já vinha investindo e cuidando do Parque, com o risco de perder o direito de administrá-lo e podendo o mesmo cair em mãos do setor privado. Durante a reunião foi discutida uma emenda, sugerida pela ONG Nova Cambuquira e proposta pelos Vereadores, para garantir que a Codemig assuma as responsabilidades com os passivos socioambientais nascidos durante o período da sua gestão, mesmo que identificados após a conclusão dessa doação. A lei e respectiva emenda foram aprovadas por unanimidade, cabendo à Codemig agora, decidir se formalizará a doação ou não.Ana Paula Lemes de Souza


medalha5Aconteceu no dia 28 de novembro, no Fórum Dr. Jorge Beltrão, Comarca de Cambuquira a entrega da Medalha Desembargador Hélio Costa.A Medalha Hélio Costa, comenda de entrega bienal a pessoas que tenham prestado relevantes serviços à Justiça, em MG.A Medalha, criada pela resolução nº 296/1995, tem como objetivo estabelecer uma maior aproximação entre o Poder Judiciário e a sociedade, além de prestar justa homenagem ao Desembargador Hélio Costa: “pelo meritório trabalho realizado em toda sua brilhante carreira de magistrado, nesta incluídos os cargos de Corregedor e Presidente do Tribunal de Justiça.”A comenda destina-se a condecorar aqueles que prestaram ou prestam relevantes serviços ao Poder Judiciário local  nas comarcas de Minas Gerais e na capital.Sua primeira entrega ocorreu no ano de 1996. A escolha dos agraciados é feita por uma Comissão presidida pelo Juiz de Direito Diretor do Foro da Comarca; Dr Carlos de Chechi e Franco Pinto, o Promotor da Comarca; Dr. Cristiano Rocha Gazal, o Presidente da OAB-MG - Subseção de Cambuquira; Dr. Valter da Silva, pelo Prefeito; Fabrício dos Santos Simoni e pelo presidente da Câmara Municipal; Paulo César Lemes.A Agraciada com a Honraria desde biênio é a Dra. Mari Ângela Pereira. Filha de Helena Nicolau Alves Pereira e Ângelo Alves Pereira, natural desta cidade, nascida aos 17 de outubro. Divorciada, tendo quatro filhos: Rodman Pereira Orenga, Saylah Pereira Orenga, Saymon Pereira Orenga e Maura da Costa Pereira.Tem como formação. Magistério pela Escola Estadual de Lambari/MG e Direito pela Faculdade de Direito do Sul de Minas – Pouso Alegre/MG.Experiências Profissionais: Professora do ensino Fundamental nas Escolas Municipais Cantagalo, São Bento e Dr. Raul Sá; Professora de História, Moral e Civismo e OSPB, em complementação do Curso Ginasial na Escola Municipal Dr. Raul Sá e Escola Estadual Clóvis Salgado; Secretária na instalação do Curso do 2º Grau Escola Estadual Clóvis Salgado, todas nesta cidade; Diretora de RH na Empresa Jopema Ltda, na cidade de São Paulo/SP, vereadora Municipal por seis anos na Câmara Municipal de Cambuquira; Procuradora do Município de Cambuquira, Secretária Geral da Prefeitura local; Militante na carreira de Advogada desde 1973 até a presente data.Exerce o jus postulanti exemplarmente, realizando a arte de advogar com destemor, amor à profissão, maestria, disposição e talento.Representando a Câmara Municipal estiveram presentes os vereadores: Rejany Carvalho Lemes, Celso Alves da Silva e José Henrique da Cunha (mestre cerimonial).


IMG_0432A negligência para com a “coisa pública” é fato que incomoda e indigna muitos contribuintes pelo país afora. Prova disso, foi à denúncia publicada pela vereadora Rejany Carvalho Lemes no Informativo da Câmara nº 44 de fevereiro de 2011 quanto à situação dos veículos da saúde de nossa cidade (vide foto anexa). Na oportunidade, a vereadora apontou ao Ministério Público o descaso da administração 2009/2012 para com a população que utilizava esses veículos à época.Com a posse da nova administração, 2017/2020, o Chefe do Executivo se deparou com uma frota praticamente inutilizável, onde mais de 80% dos veículos e máquinas se encontravam sem condições de uso, o que acarretou em um relatório e denúncia ao Ministério Público, quanto ao fato de irresponsabilidade e descaso com o erário público.Diante do exposto, houve uma ação de improbidade administrativa do Ministério Público do Estado de Minas Gerais (autos nº 0018827-02.2017.8.13.0107) contra o ex-prefeito Evanderson Xavier, no período de 01/01/2009 a 31/12/2016 que, segundo a ação o mesmo agiu negligentemente, no que diz respeito à conservação do patrimônio público.A decisão decreta a indisponibilidade dos bens e direitos de Evanderson Xavier, com base no Art. 7, parágrafo único da Lei nº 8429/92. Cabe recurso ao Réu. Rejany Carvalho Lemes - vereadora


capina_eltricaNa reunião Ordinária do dia 21 de novembro, o vereador Isaque Bernardes da Silva apresentou ao Plenário a indicação nº 174/2017 que sugere ao Sr. Prefeito Municipal a adoção de capina elétrica para controle de plantas daninhas nas áreas urbanas da cidade.A capina elétrica é uma solução eficaz e ecologicamente correta, sendo adotada de forma experimental por diversas prefeituras, dentre elas, Formiga – MG. Esse tipo de capina permite o controle de ervas daninhas e plantas invasoras por longos períodos sem o uso de herbicidas evitando, assim, a contaminação do solo, e sua erosão com do uso de descargas elétricas de alta potência. Elas causam a destruição das plantas invasoras até a raiz e seu efeito é mais prolongado que o conseguido com produtos químicos e evita a contaminação e a erosão do solo com os mesmos.
Aplicadores especialmente projetados realizam descargas elétricas de alta potência na planta a ser controlada e a energia circula por todo seu organismo causando seu ressecamento. O resultado é a manutenção do local aplicado livre de plantas invasoras por meses sem outros efeitos colaterais como deriva química que causa danos a outras plantas.


rua_esmeraldaNa Reunião Ordinária do dia 21 de novembro, o vereador Eraldo Nazário Gomes apresentou ao Plenário o requerimento nº 054/2017 que solicita ao Sr. Prefeito Municipal informar a previsão para a construção do muro de arrimo na Rua Esmeralda, entre os números 383 e 405.Argumentou o vereador Eraldo que o motivo do requerimento se deve ao fato que este vereador tem sido constantemente procurado pelos moradores do local, que reclamam sobre as providências por parte do Executivo para a construção do muro de arrimo, tendo em vista que a situação está colocando em risco a vida dos moradores, sendo o ponto mais crítico em frente ao número 395.

banner-sic         img_portal_transparencia        tce

Home
Avenida Virgílio de Melo Franco, N° 471 || Cambuquira / Centro - Minas Gerais / Brasil || 37420-000
Mail camara@camaracambuquira.mg.gov.br Phone (35) 3251-1486 // 3251-2323
Fax

(35) 3251-1486 // 3251-2323