Página Inicial


medalha5Aconteceu no dia 28 de novembro, no Fórum Dr. Jorge Beltrão, Comarca de Cambuquira a entrega da Medalha Desembargador Hélio Costa.A Medalha Hélio Costa, comenda de entrega bienal a pessoas que tenham prestado relevantes serviços à Justiça, em MG.A Medalha, criada pela resolução nº 296/1995, tem como objetivo estabelecer uma maior aproximação entre o Poder Judiciário e a sociedade, além de prestar justa homenagem ao Desembargador Hélio Costa: “pelo meritório trabalho realizado em toda sua brilhante carreira de magistrado, nesta incluídos os cargos de Corregedor e Presidente do Tribunal de Justiça.”A comenda destina-se a condecorar aqueles que prestaram ou prestam relevantes serviços ao Poder Judiciário local  nas comarcas de Minas Gerais e na capital.Sua primeira entrega ocorreu no ano de 1996. A escolha dos agraciados é feita por uma Comissão presidida pelo Juiz de Direito Diretor do Foro da Comarca; Dr Carlos de Chechi e Franco Pinto, o Promotor da Comarca; Dr. Cristiano Rocha Gazal, o Presidente da OAB-MG - Subseção de Cambuquira; Dr. Valter da Silva, pelo Prefeito; Fabrício dos Santos Simoni e pelo presidente da Câmara Municipal; Paulo César Lemes.A Agraciada com a Honraria desde biênio é a Dra. Mari Ângela Pereira. Filha de Helena Nicolau Alves Pereira e Ângelo Alves Pereira, natural desta cidade, nascida aos 17 de outubro. Divorciada, tendo quatro filhos: Rodman Pereira Orenga, Saylah Pereira Orenga, Saymon Pereira Orenga e Maura da Costa Pereira.Tem como formação. Magistério pela Escola Estadual de Lambari/MG e Direito pela Faculdade de Direito do Sul de Minas – Pouso Alegre/MG.Experiências Profissionais: Professora do ensino Fundamental nas Escolas Municipais Cantagalo, São Bento e Dr. Raul Sá; Professora de História, Moral e Civismo e OSPB, em complementação do Curso Ginasial na Escola Municipal Dr. Raul Sá e Escola Estadual Clóvis Salgado; Secretária na instalação do Curso do 2º Grau Escola Estadual Clóvis Salgado, todas nesta cidade; Diretora de RH na Empresa Jopema Ltda, na cidade de São Paulo/SP, vereadora Municipal por seis anos na Câmara Municipal de Cambuquira; Procuradora do Município de Cambuquira, Secretária Geral da Prefeitura local; Militante na carreira de Advogada desde 1973 até a presente data.Exerce o jus postulanti exemplarmente, realizando a arte de advogar com destemor, amor à profissão, maestria, disposição e talento.Representando a Câmara Municipal estiveram presentes os vereadores: Rejany Carvalho Lemes, Celso Alves da Silva e José Henrique da Cunha (mestre cerimonial).


IMG_0432A negligência para com a “coisa pública” é fato que incomoda e indigna muitos contribuintes pelo país afora. Prova disso, foi à denúncia publicada pela vereadora Rejany Carvalho Lemes no Informativo da Câmara nº 44 de fevereiro de 2011 quanto à situação dos veículos da saúde de nossa cidade (vide foto anexa). Na oportunidade, a vereadora apontou ao Ministério Público o descaso da administração 2009/2012 para com a população que utilizava esses veículos à época.Com a posse da nova administração, 2017/2020, o Chefe do Executivo se deparou com uma frota praticamente inutilizável, onde mais de 80% dos veículos e máquinas se encontravam sem condições de uso, o que acarretou em um relatório e denúncia ao Ministério Público, quanto ao fato de irresponsabilidade e descaso com o erário público.Diante do exposto, houve uma ação de improbidade administrativa do Ministério Público do Estado de Minas Gerais (autos nº 0018827-02.2017.8.13.0107) contra o ex-prefeito Evanderson Xavier, no período de 01/01/2009 a 31/12/2016 que, segundo a ação o mesmo agiu negligentemente, no que diz respeito à conservação do patrimônio público.A decisão decreta a indisponibilidade dos bens e direitos de Evanderson Xavier, com base no Art. 7, parágrafo único da Lei nº 8429/92. Cabe recurso ao Réu. Rejany Carvalho Lemes - vereadora


capina_eltricaNa reunião Ordinária do dia 21 de novembro, o vereador Isaque Bernardes da Silva apresentou ao Plenário a indicação nº 174/2017 que sugere ao Sr. Prefeito Municipal a adoção de capina elétrica para controle de plantas daninhas nas áreas urbanas da cidade.A capina elétrica é uma solução eficaz e ecologicamente correta, sendo adotada de forma experimental por diversas prefeituras, dentre elas, Formiga – MG. Esse tipo de capina permite o controle de ervas daninhas e plantas invasoras por longos períodos sem o uso de herbicidas evitando, assim, a contaminação do solo, e sua erosão com do uso de descargas elétricas de alta potência. Elas causam a destruição das plantas invasoras até a raiz e seu efeito é mais prolongado que o conseguido com produtos químicos e evita a contaminação e a erosão do solo com os mesmos.
Aplicadores especialmente projetados realizam descargas elétricas de alta potência na planta a ser controlada e a energia circula por todo seu organismo causando seu ressecamento. O resultado é a manutenção do local aplicado livre de plantas invasoras por meses sem outros efeitos colaterais como deriva química que causa danos a outras plantas.


rua_esmeraldaNa Reunião Ordinária do dia 21 de novembro, o vereador Eraldo Nazário Gomes apresentou ao Plenário o requerimento nº 054/2017 que solicita ao Sr. Prefeito Municipal informar a previsão para a construção do muro de arrimo na Rua Esmeralda, entre os números 383 e 405.Argumentou o vereador Eraldo que o motivo do requerimento se deve ao fato que este vereador tem sido constantemente procurado pelos moradores do local, que reclamam sobre as providências por parte do Executivo para a construção do muro de arrimo, tendo em vista que a situação está colocando em risco a vida dos moradores, sendo o ponto mais crítico em frente ao número 395.


SERVASA Caravana Servas (Serviço Voluntário de Assistência Social) segue cumprindo a sua missão de ir mais longe para levar cidadania para quem mais precisa. Nesta quinta-feira, 30 de novembro, esteve em Três Corações, no Sul de Minas, onde atendeu às demandas de 70 entidades de acolhimento indicadas pelas primeiras damas dos 40 municípios da região.A presidente do Servas, Carolina Pimentel, entregou para os representantes das instituições socioassistenciais cadeiras de rodas, geladeiras e lâmpadas. E destacou a importância dessas ações que têm sido realizadas desde 2015, quando assumiu a gestão da organização. “As ações que realizamos são as que a população escolheu durante os Fóruns Regionais de Governo e fazem a diferença no dia a dia das pessoas por menores que algumas pessoas tentem fazer parecer que sejam. Só podemos reagir às adversidades com equilíbrio, serenidade, diálogo e trabalho, estando presente nos municípios das mais diversas regiões de Minas Gerais. Vamos continuar trabalhando de modo sério e compromissado, cuidando de quem mais precisa.”Carolina Pimentel afirmou que Minas Gerais não reduzirá os investimentos na área de assistência social. “Minas Gerais representa resistência”, destacou a presidente do Servas, lembrando que o Governo do Estado anunciou a liberação de R$ 10 milhões, este ano, para as instituições que fazem parte da Rede Cuidar, programa inédito no país, que busca dar apoio técnico e financeiro para as unidades que apresentem maior situação de fragilidade por meio de recursos da Loteria Mineira.Cambuquira foi beneficiada com 3 kits, cada um contendo cadeira de rodas, geladeira e lâmpadas, graças ao empenho dos vereadores Wellington Oliveira de Paula e Celso Alves da Silva que conseguiram junto ao Governo do Estado essa doação. Foram beneficiadas: Vila Vicentina, Hospital Geral e Cambuquira e Creche Cantinho Feliz.

Home
Avenida Virgílio de Melo Franco, N° 471 || Cambuquira / Centro - Minas Gerais / Brasil || 37420-000
Mail camara@camaracambuquira.mg.gov.br Phone (35) 3251-1486 // 3251-2323
Fax

(35) 3251-1486 // 3251-2323