Brasao_Cambuquira_-_MGNa Reunião Ordinária do dia 21 de maio a Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei nº 005/2018, de autoria do vereador Isaque Bernardes da Silva.

O PL  institui ações de vigilância precoce do Autismo nas Unidades Públicas de Saúde e Educação Municipal, em especial para crianças de seis meses a dois anos de idade.O espectro autista afeta cerca de 1% da população mundial e é caracterizado por dificuldades na fala, relações sociais e comportamentos estereotipados, comprometendo a qualidade de vida e independência dos pacientes.As causas do autismo ainda são desconhecidas, mas a pesquisa na área é cada vez mais intensa. Provavelmente, há uma combinação de fatores que levam ao autismo. Sabe-se que a genética e agentes externos desempenham um papel chave nas causas do transtorno. De acordo com a Associação Médica Americana, as chances de uma criança desenvolver autismo por causa da herança genética é de 50%, sendo que a outra metade dos casos pode corresponder a fatores exógenos, como o ambiente de criação.Para o diagnóstico, o médico procurará por sinais de atraso no desenvolvimento da criança. Se observados os principais sintomas do autismo, ele encaminhará a criança em questão para um especialista, que poderá fazer um diagnóstico mais exato e preciso. Geralmente, ele é feito antes dos três anos de idade, já que os sinais do transtorno costumam aparecer cedo.