Palavra do Presidente

Meus amigos e minhas amigas, encerramos mais um ano como Presidente da Câmara Municipal com a certeza de termos desempenhado um bom trabalho. Procuramos fazer o melhor para o povo cambuquirense. Esta Casa de Leis aprovou vários projetos de nossa autoria, bem como os do executivo. Nesta oportunidade, tecemos elogios à Mesa Diretora dessa Câmara devido à quantidade de matérias que foram discutidas e votadas neste ano, o que demonstra a qualidade do trabalho realizado pelo Poder Legislativo Municipal.
Agradecemos o apoio e a participação de todos os vereadores pela convivência e pela tolerância, em especial a bancada de “oposição” ao governo. Salientamos que esta bancada, até o dia de hoje, tem dado total apoio à fiscalização dos atos da Administração Municipal. Parabenizamos também os vereadores de situação pelo equilíbrio e pela responsabilidade na defesa dos representantes do Poder executivo. Também não poderia deixar de agradecer aos funcionários desta Casa, pois, eles são nossa base de sustentação.
Nós, vereadores, temos uma grande responsabilidade neste momento político, pois a expectativa da população é de que tenhamos transparência em nossos atos administrativos.
Esperamos que 2014 seja um ano de conquistas e realizações, como geração de empregos, crescimento econômico, saúde e educação de qualidade, ações sociais que venham propiciar o progresso de nossa cidade.
Temos responsabilidades e compromissos a serem cumpridos para com os nossos eleitores e para com as plataformas com as quais falamos à época das eleições. Cabe-nos, então, colocarmos em prática o que foi dito. Esta Casa de Leis não permanecerá omissa, pois continuará fiscalizando todas as ações do executivo.
Amigos e amigas, não foi fácil chegarmos até aqui, seguiremos ardorosos defensores dos interesses de todos os membros desta Casa, de sua imagem de suas atribuições e tudo faremos para que as assessorias desempenhem com maior eficiência o trabalho dos vereadores.
Em 2014, ano eleitoral, tenham certeza de que o Poder Legislativo respeitará como sempre todas as siglas partidárias, porém ajudaremos àqueles que realmente nos prestaram ajuda.
A incompreensão, muitas vezes, tem feito deste Poder um alvo fácil de críticas inconsequentes e injustas. Mas, como representantes do povo, trabalhamos com seriedade porque Cambuquira está em primeiro lugar.
Cambuquirenses, é Natal! Tempo de Luz, Paz, União e Fraternidade entre os homens. É tempo de celebrarmos o nascimento de Jesus Cristo. Momento único... E vivê-lo em família é uma bênção que desejamos a todos.
Vivamos intensamente e, com alegria, a essência do Natal, não nos esqueçamos daqueles que precisam da nossa ajuda.
Sejamos solidários para com os nossos irmãos e que o Amor de Cristo esteja sempre em nossos corações.
A todos os cambuquirenses e moradores de Cambuquira, desejamos um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!
Paulo César da Costa – Presidente

Nas últimas semanas presenciamos enormes manifestações organizadas pelo povo brasileiro.em São Paulo, jovens pertencentes ao MPL (Movimento Passe Livre) protestaram contra o aumento da tarifa dos transportes públicos os quais não oferecem quase nada aos passageiros. Esta foi a gota d'água para que o povo, até então pacífico, se rebelasse e saísse  às ruas. A distância entre o povo e os poderosos no Brasil pode ser comparada a um verdadeiro abismo!
Os jovens que representam a maioria dos manifestantes sabem que o Brasil não anda bem e que, por isso, devem ocorrer profundas e urgentes mudanças na forma de se governar o país, tais como: combate à corrupção e às injustiças sociais, investimentos maciços em Saúde, em Educação, em Segurança Pública, Saneamento Básico, dentre outras prioridades que o povo deste país tanto necessita. por que não investir em projetos que trarão benefícios às pessoas, em vez de gastos exorbitantes com Copa das Confederações ocorrida há pouco, com a Copa do Mundo em 2014 e, ainda com as olimpíadas no rio de Janeiro, em 2016?
O povo brasileiro está insatisfeito e, ao mesmo tempo preocupado com a alta dos preços, com a má qualidade dos serviços públicos. Muitas pessoas gastam o pouco que têm em planos de saúde privados, bem como em escolas privadas, a insegurança pública aumenta consideravelmente devido  à violência que se alastra pelo Brasil afora.
Assistimos pela TV o desfecho de casos escandalosos de corrupção que só nos envergonham e, ainda assim, ninguém é punido. Os corruptos acontumaram-se com a impunidade e o povo brasileiro de certa maneira também.
Infelizmente, durante as passeatas, uma pequena parcela de jovens comete injustificáveis atos de vandalismo (repetido em 07 de setembro) quando depredam patrimônios públicos e privados, destruindo-se assim a única oportunidade que possuem para o exercício da democracia plena, para promoverem as reais e necessárias mudanças com base no respeito e na dignidade dos cidadãos conscientes de sua liberdade. É preciso exercer a cidadania sem medo, mas com o devido respeito, pois somente através dele, criamos condições para o diálogo.
É importante, por exemplo, que os manifestantes comecem a pensar nos pequenos atos cotidianos de corrupção que normalmente praticamos. Seria bom que o estudante que participa da passeata fizesse uma autoanálise, para ver se não costuma, de vez em quando, apresentar um plágio como sendo trabalho de sua autoria.. O professor manifestante pensasse na sua forma de exercer a docência, não teria sido alguma vez um ato de corrupção? O funcionário público que participa das passeatas pudesse confrontar a sua forma de trabalhar e de atender o cidadão comum. Fanáticos torcedores, certamente muitos deles presentes nessas manifestações, pensassem no modo como idolatram o futebol. Os meninos e meninas de classe média pudessem questionar seus pais sobre o modo como tratam os funcionários. O trabalhador comum pudesse analisar a sua maneira de se comportar nas filas do ônibus, do banco, da empresa onde trabalha. Não estaria ele, algumas vezes e na prática, querendo levar vantagem em tudo? E a lista poderia multiplicar-se. Se faltar isso, as manifestações terminam em vão. Quando tudo terminar, veremos que a vida continua do mesmo jeito, uma vez que a corrupção que levou o político corrupto até o Congresso Nacional está arraigada em cada um de nós e em cada uma de nós. E se não for banida a corrupção que mora dentro de cada pessoa, não há como bani-la das instituições.
Os protestos já estão dando frutos: em curto prazo o aumento das tarifas de transporte foi revogado na maioria dos municípios, e o Senado aprovou um projeto que torna a corrupão, crime hediondo, porém ainda há muito mais a fazer.
Em longo prazo - a presidente Dilma prometeu mais metrôs e corredores de ônibus, investir a renda do petróleo na Educação; aumento de verba para a Saúde, mais transparência, criar o Conselho Nacional de Transporte Público e vários empregos; o controle da inflação, estabilização da economia, entre outras.
No meu entender, o mais importante das recentes manifestações no Brasil, é na verdade, o despertar do povo brasileiro que parecia dormir à beira do Carnaval, do futebol e das novelas. Mas ainda bem que os brasileiros acordaram e foram para as ruas reclamar de tudo aquilo que lhe é devido pelo governo!


Paulo César da Costa – Presidente

banner-sic         img_portal_transparencia        tce

Home
Avenida Virgílio de Melo Franco, N° 471 || Cambuquira / Centro - Minas Gerais / Brasil || 37420-000
Mail camara@camaracambuquira.mg.gov.br Phone (35) 3251-1486 // 3251-2323
Fax

(35) 3251-1486 // 3251-2323