Palavra do Presidente

O professor é a figura mais importante no processo educativo, responsável na formação de cidadãos e ensinando-os desde cedo sobre as diversas áreas do conhecimento humano, sobre a vida e a sociedade. A pessoa do professor é fundamental no desenvolvimento do estudante e de um cidadão consciente. Ele é um facilitador de conhecimento que gera no estudante a dúvida, a reflexão e a contestação. Desta forma, o professor é o ponto inicial do aprendizado levando o estudante a questionar, inovar, a desenvolver e a procurar respostas para as perguntas que devem surgir.É fácil perceber que transmitir conhecimentos não é uma tarefa fácil, principalmente em uma sociedade como a nossa onde o professor cada vez mais sofre com a desvalorização e recebe muitas vezes pouco respeito por parte de alguns estudantes e de governantesOs professores do Brasil querem reconhecimento e valorização. Mas não se trata do reconhecimento romantizado em poemas e canções no Dia do Professor ou nos discursos de candidatos a cargos públicos via eleição.Esse reconhecimento pretendido pelas professoras e professores poderia ser traduzido em respeito. Respeito à sua importância na construção da sociedade, ao que este profissional representa e, acima de tudo, o respeito dos alunos, dos pais e, principalmente, dos gestores escolares à avaliação e às ações do professor em sala de aula visando a levar seus alunos à aprendizagem.Vivemos num momento em que quem precisa ser protegido de agressões é o professor (a). Reconhecer a importância deste profissional para a sociedade, respeitar a sua avaliação e apoiar incondicionalmente suas atitudes em relação ao fazer pedagógico, inclusive no que tange à indisciplina dos alunos, é urgente. E é o primeiro passo para fazer a revolução necessária na educação deste país.Faço das minhas palavras as do renomado jornalista Alexandre Garcia – “É preciso formar professores de excelência e atraí-los com remuneração alta. Escola não é brincadeira. Não é passatempo. Não é depósito de criança por que os pais estão trabalhando. É o lugar mais importante de um país”.Feliz dia 15 de Outubro, Dia do Professor!Celso Alves da Silva – Presidente

População cambuquirense, a crise política é evidente. Notamos diariamente este cenário problemático ao acessarmos informações na grande mídia. Sendo veículos de comunicação de concessão do governo ou particulares. Estão nítidas a confusão instaurada e a perda de identidade da política. Há um pensamento a respeito que talvez explique em parte esta crise. "Não permaneço mais no poder para ser referência do povo, mas sim para meus próprios interesses". Este péssimo processo transforma a política em demagogia. Enfraquece o Estado e a população. Com isso, passamos a achar que a solução está na volta daquilo que aparentemente foi “menos” pior.A crise desacredita o povo e a força inerente a esta grande massa da população de todos os níveis sociais.  Entretanto, penso que ela não tem um objetivo específico, mas sim é resultado de uma má administração. Neste processo, entendo que a crise é resultado. O resultado é quebrar a crença que a população tem no processo democrático político.A crise política é anterior à crise economia, e foi uma que levou a outra, país nenhum sobreviveria economicamente em meio a tanta corrupção, cedo ou tarde entraria em um colapso financeiro.Hoje não conseguimos, ainda, vislumbrar uma solução para a crise política, pois para acontecer esta mudança toda a população teria que passar por um processo de reeducação política. Parlamentares precisam compreender suas verdadeiras e reais funções e até onde podem ir, de que forma eles podem atuar. Eleitores necessitam aprender a cobrar e conhecer o seu verdadeiro papel na política e o quanto ela pode somar para o seu cotidiano. Não é tarefa fácil, e ainda teremos que caminhar muito para alcançar, aquilo que desejamos como política.Muitas vezes escuto pessoas dizendo que “política não se discute”, política se discuti sim! E tem mais, se aplica. Enquanto a população ficar esperando em “berço esplêndido” que um herói surja e salve a nossa nação, nada vai acontecer, nós precisamos ser a mudança que desejamos, e temos o dever de impedir que nosso país continue sendo desprezado.***Amigos, a dengue, a zika e a chikungunya são três doenças que circulam no Brasil transmitidas pelo mesmo vetor: o mosquito aedes aegypti. Todas elas têm as mesmas características sintomáticas: febre alta, dor no fundo dos olhos, vermelhidão na pele, coceira e distúrbios gástricos. Após os primeiros sintomas o paciente deve buscar uma unidade de saúde para orientações. Se o paciente começar a ter qualquer um desses sintomas, ele primeiro deve evitar o uso de medicação sem indicação médica, principalmente para baixar a febre, reforçar o consumo de líquidos e procurar a Unidade Básica de Saúde. A automedicação pode ser perigosa, principalmente em casos de dengue. Medicamentos compostos por ácido acetilsalicílico podem agravar a doença. Não se faz uso de ácido acetilsalicílico no caso dessas doenças. Esse medicamento, amplamente usado pelos brasileiros, pode trazer problemas de disfunção circulatória e levar a quadros hemorrágicos. Quando diagnosticadas e tratadas ainda no início, a dengue, a zika e a chikungunya tem bom prognóstico e geralmente são curadas sem apresentar evoluções mais graves ou seqüelas.Zika VírusÉ uma doença viral aguda, transmitida principalmente por mosquitos, tais como Aedes aegypti, caracterizada por exantema maculopapular pruriginoso, febre intermitente, hiperemia conjuntival não purulenta e sem prurido, artralgia, mialgia e dor de cabeça. Apresenta evolução benigna e os sintomas geralmente desaparecem espontaneamente após 3-7 dias.Não existe tratamento específico. O tratamento dos casos sintomáticos recomendado é baseado no uso de acetaminofeno (paracetamol) ou dipirona para o controle da febre e manejo da dor. No caso de erupções pruriginosas, os anti-histamínicos podem ser considerados. No entanto, é desaconselhável o uso ou indicação de ácido acetilsalicílico e outros drogas anti-inflamatórias em função do devido ao risco aumentado de complicações hemorrágicas descritas nas infecções por síndrome hemorrágica como ocorre com outros flavivírus.Não há vacina contra o Zika vírus.ChikungunyaOs principais sintomas são febre alta de início rápido, dores intensas nas articulações dos pés e mãos, além de dedos, tornozelos e pulsos. Pode ocorrer ainda dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele. Não é possível ter chikungunya mais de uma vez. Depois de infectada, a pessoa fica imune pelo resto da vida. Os sintomas iniciam entre dois e doze dias após a picada do mosquito. O mosquito adquire o vírus CHIKV ao picar uma pessoa infectada, durante o período em que o vírus está presente no organismo infectado. Cerca de 30% dos casos não apresentam sintomas.DengueA infecção por dengue pode ser assintomática, leve ou causar doença grave, levando à morte. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C), de início abrupto, que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira na pele.Perda de peso, náuseas e vômitos são comuns. Na fase febril inicial da doença pode ser difícil diferenciá-la. A forma grave da doença inclui dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes, sangramento de mucosas, entre outros sintomas.A melhor forma de prevenir estas doenças é a eliminação do vetor. Como não existem vacinas ou medicamentos que impeçam a contaminação, é necessário diminuir a quantidade de mosquitos que circulam nos ambientes. Para isso, é fundamental eliminar os criadouros do aedes aegypti, que coloca seus ovos em recipientes com água parada. O cuidado para evitar a sua proliferação deve ser feito por todos. Eliminar garrafas, sacos plásticos e pneus velhos que ficam expostos à chuva, além de tampar recipientes que acumulam água como caixas d´agua e piscina, são fundamentais para este controle.***No dia oito de maio, próximo passado, foi comemorado o Dia das Mães não poderia deixar de expressar em minhas palavras uma pequena frase em homenagem a todas as mamães de nossa cidade: O amor da mãe pode ser traduzido em uma palavra: doação. Falar desse sentimento é entender que ele é a mais completa forma de amor. Feliz Dia das Mães!***Em 12 de maio de 1909 nascia Cambuquira, e é por isso que nós, da Câmara Municipal, queremos desejar um Feliz Aniversário a nossa querida cidade, manifestando a alegria de morarmos nessa terra linda de águas milagrosas, belas serras, onde contribuímos com nossos deveres de cidadão para fazer desta cidade, um lugar ainda melhor pra se viver.Nós, filhos de Cambuquira, que queremos o melhor para a nossa terra, sentimos muito orgulho da nossa cidade, de suas belezas, histórias incomparáveis, cultura e paisagens privilegiadas por Deus. Cambuquira é um lugar de gente de bem, acolhedora e amiga.  Não somos os únicos a nos orgulharmos desse lugar, por isso, dividimos essa alegria com aqueles que a adotaram como sua cidade, zelam por ela e a defendem com unhas e dentes.Neste 12 de maio, desejamos que cada munícipe seja um ponto de apoio nesta construção diária, que ajude preparar as crianças e jovens neste processo contínuo de transformação, para que as conquistas da comunidade sejam sempre crescentes, demonstrando que somos nós que fazemos o amanhã e que nossa perseverança é a luz que ilumina o caminho rumo a uma cidade mais justa.Parabéns gente guerreira que tem vontade de vencer! Parabéns, minha linda e amada Cambuquira pelos seus 107 anos!Celso Alves da Silva - Presidente

Home
Avenida Virgílio de Melo Franco, N° 471 || Cambuquira / Centro - Minas Gerais / Brasil || 37420-000
Mail camara@camaracambuquira.mg.gov.br Phone (35) 3251-1486 // 3251-2323
Fax

(35) 3251-1486 // 3251-2323