O começo de um novo ciclo sempre vem recheado de expectativas. Para o brasileiro, que sofreu bastante nos últimos anos, a esperança de tempos melhores não é à toa, ela tem base concreta, e em indicadores positivos. Mas o panorama geral acena que a melhora na atividade econômica virá acompanhada de turbulências típicas de um ano eleitoral.A cada ano eleitoral espera-se por algo melhor. Espera-se que as deficiências atuais sejam corrigidas, que as condições básicas para se viver estejam com qualidades compatíveis aos inúmeros impostos, e que o direito de ir e vir se torne, de fato, um direito de liberdade, com condições de mobilidade, acessibilidade e segurança. Neste período eletivo, observaremos nos noticiários, articulações e comentários políticos sobre alianças, sobre apoios diversos, sobre filiações, sobre o que foi feito, e ainda sobre o que poderá ser feito, acendendo no fundo a nossa esperança. Por outro lado, os eleitores atentos estão observando o movimento eleitoral, e para a maioria, se acende no íntimo uma profunda esperança de mudança no infinito de possibilidades, idéias, projetos e propostas a se realizar. Mesmo observando um país preso em uma areia movediça de corrupção e desrespeito ao povo e alguns políticos tendenciosos, a esperança e os sonhos do eleitor por um dia melhor se tornam um combustível para ações e estratégias para se aproveitar. Observamos que as condutas da maioria dos políticos estão desestimulantes, sendo oportunistas, interesseiros, ardilosos e famintos de poder, além de muitos deles, sem o mínimo perfil de gestor, com uma falta de ação e participação quase inexistente, enquanto as pessoas estão sofrendo em filas dos serviços básicos de saúde, sendo massacradas em um sistema de transporte arcaico e desumano. Isso vem massacrando os sonhos e as esperanças da nossa vida. É o momento de todos, sem exceção, repensarmos sobre as nossas condutas para não nos iludirmos e nem deixar de fazer algo pelo próximo, na esperança de um dia melhor, e por que não, de um político melhor, já que meu erro influenciará a todos. E esperar que os políticos não tratem a vitória nas urnas como uma contemplação lotérica, e que tragam sempre em mente que o pleito eletivo traz mais responsabilidade com a vida humana do que com poder e autoridade, e o que ficará é o seu legado. Inicia-se o momento de reflexão, crítica e esperança de dias melhores. Um momento de análise do interesse e do bem comum. E tudo isso só depende de nós, através de uma boa escolha que envolva pesquisa da capacidade do candidato, com especial atenção ao que foi feito por ele no passado, pois o histórico político ou não pode ser crucial para sua decisão, principalmente para aquele que nunca fez nada e sem capacidade. É o momento de análise, pois devemos fazer boas escolhas agora, ou continuar vivendo apenas na esperança de dias melhores.*=*=*=*=*=*Dia 8 de março, próximo passado, comemorou-se o Dia Internacional da Mãe, esposa, avós, filhas, tias, primas, amigas. Somos cercados de mulheres em nossas vidas. Fortes, guerreiras, independentes, responsáveis, doces, amorosas e zelosas, elas conseguem ser isso tudo e ainda mais! Muitas vezes, na correria do dia a dia, esquecemos de reconhecer a verdadeira essência que existe nelas, que sabem com toda a sabedoria dominarem papéis diversos – e conseguem administrá-los com maestria."Eu sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida removendo pedras e plantando flores." (Cora Coralina)Parabéns a todas as mulheres!Paulo César lemes - Presidente

Home
Avenida Virgílio de Melo Franco, N° 471 || Cambuquira / Centro - Minas Gerais / Brasil || 37420-000
Mail camara@camaracambuquira.mg.gov.br Phone (35) 3251-1486 // 3251-2323
Fax

(35) 3251-1486 // 3251-2323