Brasao_Cambuquira_-_MGJosé Leonel de Rezende

1948-1950

José Leonel de Rezende
Por Ana Paula Lemes de Souza

Depois de 10 anos na inatividade, o Legislativo Municipal é então restabelecido. Era o fim do Estado Novo e a firmação da Nova Constituição do Estado de Minas Gerais, de 1947, e da Nova Constituição Federal, de 1946, a qual representou um grande avanço das liberdades individuais do cidadão. Foi a consolidação absoluta do período da redemocratização do País pós-guerra e pós-getulismo.
A eleição se deu a 23 de novembro de 1947. Essa foi uma data histórica, pois, a partir desta época, o cambuquirense pôde eleger não só os seus Vereadores, como também o seu Prefeito.
A primeira Câmara, a partir desse novo período, teve os seguintes componentes: Dr. João Silva Filho (vereador mais votado e Vice-Presidente e, quando licenciado, foi substituído como vereador por Abenir de Andrade Junqueira), Jary Sérgio de Oliveira (Secretário, tendo renunciado ao cargo na Mesa em 08 de Maio de 1948, mas sendo reeleito pelos Edis em 25 de Janeiro de 1949), Antônio Gonçalves, Sebastião Ribeiro Soares, Antônio Augusto Maia (renunciou, sendo substituído como vereador por Paulo Silva), Dimas Fonseca, Dr. Orlando Fonseca Lobato (eleito, mas não empossado, sendo substituído por Manoel Lopes Serrano de Oliveira) e João Ribeiro de Matos, sob a presidência do ilustre farmacêutico Sr. José Leonel de Rezende, tido pelos colegas como uma “figura simpática e dinâmica”, e que foi também presidente do Conselho Consultivo Municipal, em 1935.
A instalação da Câmara Municipal de Cambuquira se deu a 10 de dezembro de 1947, em uma das salas da Prefeitura, sob a Presidência do Dr. João Manoel de Oliveira Brasil Filho, Juiz de Direito Eleitoral da Comarca. As futuras reuniões ordinárias aconteceriam no Edifício da Prefeitura e, posteriormente, na Sala de Audiências do Fórum local.
A 21 de dezembro de 1947, foi dada a posse ao primeiro Prefeito eleito por Cambuquira: Sr. André Bacha, e a seu Vice, Dr. Vicente Urti, no Edifício do Grupo Escolar Dr. Raul Sá.
Para realização do Regimento Interno, na época, foi utilizado o modelo organizado pelo Departamento de Assistência aos Municípios, publicado no jornal Minas Gerais, a 11 de Dezembro de 1947, com algumas emendas modificativas.
Datam dessa legislatura: o início da realização de uma idéia inovadora da época, que era construção do Aeroporto Sul de Minas, consórcio entre duas Municipalidades, Cambuquira – Três Corações, conquistada em conjunto pela batalha de Vereadores e Prefeitura; a regulamentação dos horários do Comércio e das Indústrias; processo geral de modificação de nomenclatura das ruas da Cidade.
O mandato durou três anos, e nele foram estabelecidas as bases para o futuro da Câmara Municipal de Cambuquira. Rememorando as palavras de Sr. José Leonel de Rezende, Presidente da Casa, ao final dos trabalhos legislativos: “Penso que, nada obstante ter cometido algumas faltas, não desmereci a confiança dos meus colegas e pude, mercê de Deus, resolver com serenidade e isenção de ânimo os poucos casos desavindos que se me apresentaram. Aos amigos que vão continuar na próxima legislatura desejo um feliz êxito no desempenho de suas nobres atribuições e aos que, como eu, ficam de fora, continuem pugnando pelo progresso de nossa querida Cambuquira”. Louvado seja.

banner-sic         img_portal_transparencia        tce

Home
Avenida Virgílio de Melo Franco, N° 471 || Cambuquira / Centro - Minas Gerais / Brasil || 37420-000
Mail camara@camaracambuquira.mg.gov.br Phone (35) 3251-1486 // 3251-2323
Fax

(35) 3251-1486 // 3251-2323